Vereadores de Guaramirim empenhados em auxiliar a Associação dos Bananicultores

0

bananicultores e vereadores

Os vereadores de Guaramirim, por iniciativa do vereador Ramon Castro (PSD), ouviram na última semana, os representantes da Associação dos Bananicultores de Guaramirim – ABG, e estão empenhados em auxiliar a entidade com o repasse de recursos para sua manutenção. O presidente Gilson Treis e o primeiro secretário Adilson Kluck, atendendo ao requerimento do vereador, participaram de sessão e fizeram uma explanação sobre os trabalhos que são realizados pela associação e suas dificuldades financeiras que comprometem a manutenção. Os bananicultores destacaram que leis foram aprovadas, mas os repasses não foram feitos pelo município.
O vereador Ramon Castro, por meio de indicação, sugeriu que o Poder Executivo encaminhe para câmara um projeto de lei, destinando recursos na ordem de R$ 50 mil para a entidade, recursos que seriam provenientes das sobras orçamentárias da câmara. A proposta teve o apoio unanime dos vereadores, que se comprometeram, dentro da legalidade, com o repasse, e em caráter de urgência para que a entidade possa pagar as dívidas e se reestruturar. Além disto, foi oferecido para os bananicultores apoio jurídico da câmara para redimir dúvidas sobre os repasses aprovados anteriormente.

Sobre a necessidade destes recursos, a associação justificou ainda que, a partir de 2004 o Ministério da Agricultura implantou um sistema chamado de Mitigação de Risco, onde os bananicultores devem adequar-se sob normas rigorosas para negociações com outros estados e países. Como é necessário acompanhando técnico especializado, documentação específica em cada carga comercializada e devido às oscilações de mercado, o custo acaba se tornando alto, inviabilizando a cultura. Sem fazer parte deste sistema, não há possibilidade de comercialização interestadual e internacional, parando o setor produtivo da banana que fatura alguns milhões anuais e é constituída por aproximadamente mil empregos diretos e igualmente indiretos.

Em estado financeiro crítico, a associação conta com este aporte financeiro para não encerrar seus trabalhos em dezembro próximo, deixando os produtores com opções muito mais caras e praticamente inviáveis para que continuem no setor.

Compartilhar →

About Author

Deixar Resposta